_

16/10/2017 - 15:39

Estudantes de jornalismo participam de primeira aula do curso de capacitação no TCE-RJ

Com o objetivo de aproximar cada vez mais os tribunais de contas da sociedade, a Escola de Contas e Gestão (ECG) do TCE-RJ promove nesta semana o curso de capacitação destinado a estudantes de jornalismo. As aulas começaram no último dia 16/10 (segunda-feira) e reuniram cerca de 20 alunos que durante três dias conheceram a evolução histórica das cortes de contas e a estrutura e o funcionamento do TCE-RJ como órgão de controle. "Muitas pessoas não fazem ideia de como funciona um tribunal de contas. Queremos aqui plantar o que pode vir a ser uma parceria entre futuros jornalistas e uma importante instituição para a sociedade", afirmou João Paulo Lourenço, diretor-geral da ECG, durante a abertura do curso.

O primeiro dia de curso foi apresentado pelo jornalista Álvaro Guilherme Miranda, que falou sobre a história dos tribunais de contas, os princípios que nortearam a criação deste órgão de controle e os diferentes modelos existentes no mundo. Estimulando o debate e a reflexão entre os estudantes, Álvaro discutiu temas como as razões que levaram o governo provisório a criar uma corte de contas ao proclamar a República, a criação dos tribunais de contas estaduais a partir das décadas de 1940 e 1950 e as alterações provocadas pela elaboração da nova Constituição em 1988. "Eu busquei este curso porque me interesso por questões ligadas à administração pública", afirmou o estudante de Jornalismo da UFRJ, João Paulo Saconi, que faz estágio na Justiça Federal.

As outras aulas foram ministradas pelos professores Frederico Felix, Tatiana Ferraço e Leonardo Fuentes Fauaz de Andrade, todos servidores do TCE-RJ que também atuam na escola.  As aulas foram divididas em outros dois temas: o sistema de controle da administração pública - com ênfase nas atividades do TCE-RJ - e a responsabilização dos agentes públicos.  Ao final do curso, foi concedido um certificado aos participantes com frequência igual ou superior a 75% de carga horária e aproveitamento igual ou superior a 6 na avaliação de aprendizagem. "Através deste curso, teremos chance de aprofundar nossos conhecimentos em relação a estes temas, indo além do que lemos nos jornais", explicou Yasmin Aguiar, estudante do sétimo período do curso de Jornalismo da Universidade Veiga de Almeida.

No início deste ano, a ECG ofereceu um curso voltado para jornalistas já formados que trabalham em redações do Rio. Atualmente, a ECG oferece diversos cursos, em vários níveis, voltados principalmente à capacitação de profissionais do TCE e demais servidores do estado e dos municípios fiscalizados pelo tribunal.